imprensa

Sede da Fundação das Artes recebe o nome do ex-diretor e ativista cultural Milton Andrade

Ato solene no teatro Timochenco Wehbi teve o lançamento da revista institucional ‘Realizações’ e apresentação da Orquestra Sinfônica Jovem
imprensa


Na última quinta-feira (04/04), o prédio da Fundação das Artes de São Caetano do Sul recebeu a nominação “Edifício Milton Andrade” em ato solene homenageando um dos principais líderes artísticos do Grande ABC. A cerimônia reuniu cerca de 200 pessoas no teatro Timochenco Wehbi.

O evento marca a abertura das ações comemorativas do aniversário de 51 anos da Fundação das Artes (em 25 de abril), além de celebrar o cinquentenário da transferência da FASCS, a 26 de março de 1969, ao atual prédio da Rua Visconde de Inhaúma, 730.

Na ocasião também foi feito o lançamento da revista institucional ‘Realizações’, focada na modernização dos processos, reforma estrutural e administrativa da FASCS no biênio 2017-2018. A Orquestra Sinfônica Jovem, sob o comando do maestro Geraldo Olivieri, executou o Hino Nacional e brindou os convidados em um ensaio aberto com o Bolero de Ravel.

SALVAÇÃO NA ARTE

“Eu agradeço a todos os que se empenharam para o que está acontecendo aqui hoje, que é muito merecido. Eu acompanhei de perto a luta do Milton, o empenho dele. Ele amava a Fundação. E dizia sempre: ‘A salvação do mundo está na arte’. Foi por isso que batalhou tanto por essa escola. E esse é o recado que deixo aos alunos desta instituição: a salvação do mundo está na arte”, declarou, emocionada, Magaly de Oliveira Andrade, viúva do homenageado.

Milton Andrade esteve na direção da FASCS de 1969 até 1983, período em que a Fundação angariou prestígio e reconhecimento pela excelência de seus inovadores cursos de formação artística. Foi um dos responsáveis pela consolidação da instituição no prédio da Rua Visconde de Inhaúma, 730, onde se dedicou à sua organização e expansão, elevando a escola a centro de excelência na formação e difusão das artes.

Da Redação
11/04/2019

 

voltar