dança

A linguagem de Dança desenvolve um processo educacional que não se resume, simplesmente, em aquisição de habilidades, mas contribui para o desenvolvimento das potencialidades humanas e sua relação com o mundo. O aprimoramento da dança favorece a criatividade, o processo de construção do conhecimento e é um instrumento de socialização, para a formação de cidadãos críticos, participativos e responsáveis.

Ainda promove os espetáculos anuais, que favorecem e reforçam o aprendizado assimilado pelos alunos, durante o processo educacional. Existem, ainda, os Grupos de Dança Infantil, Livre, Juvenil e Adulto, que representam a Fundação das Artes de São Caetano do Sul em diversos eventos, propiciando a vivência em outros espaços e palcos, bem como aprimorando a convivência com outras instituições de dança. Ao mesclar técnica, estética, plasticidade e identidade corporal, nota-se que o aluno desenvolve caminhos próprios para se tornar um ótimo profissional.


Cursos

Baby Class, Iniciante e Preparatório
A partir dos 3 anos de idade, a Fundação das Artes oferece a técnica de Ballet Clássico, por meio da prática, exercida de forma lúdica, visando o trabalho de coordenação motora, desenvolvimento musical e expressão corporal dentro da dança.

Baby Class (3 e 4 anos) - Duas aulas semanais.
Iniciantes (5 e 6 anos) - Duas aulas semanais.
Preparatórios (7 e 8 anos sem experiência) - Três aulas semanais.

1º e 2º ano (a partir de 8 anos com experiência)
Além da técnica clássica, inclui-se no curso, introdução teórica e a dança criativa que permite a exploração de inúmeros movimentos, com a propriedade de comunicar e expressar emoções por meio de estímulos diferenciados. - Seis aulas semanais

3º, 4º, 5º e 6º ano(a partir de 10 anos com experiência)
É oferecida a técnica clássica, ballet de repertório, dança contemporânea e aulas teóricas. - Onze aulas semanais

7º e 8º ano(a partir de 14 anos com experiência)
A Inclusão de Práticas de Ensino composta de aulas teóricas e práticas orientadas pelas professoras, possibilita ainda uma relação aluno – aprendizagem – professor que permitirá uma formação completa do bailarino, tornando-o apto para atuar em diversos setores da dança, com responsabilidade e segurança. Ainda a partir desse nível, aulas de anatomia reforçam o conhecimento sobre o próprio corpo. - Quinze aulas semanais

*A partir do 3º ano também há aulas coletivas de Alongamento e Fortalecimento de Ponta.

Profissionalizante
Curso Técnico em Dança: Intérprete-Criador (a partir de 15 anos)
No curso, o profissional é capacitado a criar e interpretar coreografias diversas, espetáculos de repertório e performances contemporâneas, a desenvolver práticas e técnicas corporais, bem como utilizar estratégias de improvisação. Também realiza investigações de dança na interface com outras linguagens artísticas e dissemina a arte em projetos socioculturais.

professores

Alessandra Fioravante
Dança Criativa e Contemporânea
conheça meu currículo

Caren Polido Ferreira
Ballet Clássico, Praticas de Ensino e Anatomia
conheça meu currículo

Daniella Rocco
Dança Criativa e Contemporânea
conheça meu currículo

Fátima Silva
Ballet Clássico, Repertório, Grupos de Dança Adulto
conheça meu currículo

Márcia Aparecida Vicário
Ballet Clássico, Grupo de Dança Infantil e Juvenil
conheça meu currículo

Morisa Garbelotto
Ballet Clássico e Grupo de Dança Livre
conheça meu currículo

Grupos de Dança

Os grupos de dança da Fundação das Artes são oferecidos como atividade extracurricular. A existência desses grupos possibilita a descoberta de novos talentos e permite trabalhá-los mais profundamente, por meio de ensaios e aulas diferenciadas, ajudando a aperfeiçoar a técnica individual de cada um. Possibilita aos alunos trabalhar ballets tradicionais de repertório, além do contato com outros estilos dentro da dança clássica.

Por outro lado, os grupos também levam o nome da Instituição, participando de festivais e apresentações em nível nacional, possibilitando aos alunos a vivência de palco e trocando experiência com outros grupos. Assim, os estudantes começam a amadurecer seu lado profissional.

Os grupos vêm, a cada ano, acumulando premiações e menções em alguns dos principais festivais do país, já sendo, portanto, responsáveis pela projeção do nome da Fundação das Artes no cenário da dança.

Em 1998, cria-se a Companhia de Dança Juvenil, trazendo como integrantes alunas ainda em formação. É um grupo clássico que desenvolve trabalhos livres e de repertório (conjunto, pas de deux e variações), tendo alcançado primeiros lugares no Festival de Dança de Joinville, Passo de Arte, Dança Ribeirão, Festival Bravos, entre outros.

A Companhia de Dança - Núcleo Adulto, criada no mesmo ano, com integrantes formados pela Fundação e convidados, parte para uma linha contemporânea, desenvolvendo produções como: Deixa Acontecer, com músicas e poemas de Vinícius de Moraes; Resta 1, em que brincou-se com o tema por meio da dança-teatro. Em 2002, se lança profissionalmente como Stacatto Companhia de Dança, com o trabalho Yin, de Ivonice Satie, sob direção artística de Caren Polido Ferreira. Dentre os coreógrafos com quem também trabalharam estão Luiz Ferron e Miriam Druwe. Embora essa Companhia tenha se desligado da FASCS, serviu como um necessário impulso para a formação e motivação de novos grupos. Assim, integrantes das demais formações da instituição continuam a desenvolver-se e alunas passam a ser contratadas por elencos profissionais ou partem para o aperfeiçoamento no exterior.


× Avatar

Alessandra Fioravante

Bailarina formada pela Fundação das Artes, especializada na Royal Academy of Dancing e em Dança e Consciência Corporal pela UGF. Fez aulas de dança moderna e contemporânea com Luis Ferron, Ivonice Satie, Rubem Terranova, Juliana Monteiro, Sandro Borelli, Mário Nascimento, Miriam Druwe, entre outros. Foi bailarina e coreógrafa da Stacatto Cia Dança e Cia de Danças de Diadema , participando de festivais por todo país e em eventos internacionais, através de espetáculos e workshops.
Ministrou aulas em projetos sociais e é docente na escola de dança desde 2000, contribuindo com propostas pedagógicas, elaborando coreografias e dirigindo espetáculos. Atualmente, além de professora, desenvolve sua  pesquisa artística atuando como bailarina da Cia Druw.

dança

× Avatar

Caren Polido Ferreira

Formada em Ballet Clássico pela Escola Municipal de Bailado de São Caetano do Sul e pela Fundação das Artes de São Caetano do Sul. Fez cursos de especialização da Royal Academy of Dancing, na escola de Ballet Toshie Kobayashi: Classical I e Character I e II. Estudou com professoras como Toshie Kobayashi e Valeria Mattos e é graduada em Educação Física. Instituiu e coordenou o Projeto “Aprendendo com o corpo” nas EMEIS e EMIS de São Caetano do Sul, em 2000 e 2001. Foi Diretora Artística da Stacatto Cia de Dança, quando trabalhou com Ivonice Satie, Anselmo Zolla, Miriam Druwe, Luis Ferron e Sandro Borelli, ministrou workshops em Fortaleza e Recife e foi convidada para participar, com a Cia, da Mostra Contemporânea no Festival de Joinville.
Atualmente, continua pesquisando a Dança com aulas de Ballet Clássico de Valéria Mattos e é coordenadora técnica de dança da fundação desde 2003.

dança

× Avatar

Daniella Rocco

Graduada em Educação Física pela USCS e especializada em Educação Infantil pela UNICID, é formada em dança pela Fundação das Artes de São Caetano do Sul. Completou seus estudos de ballet clássico pela Royal Academy of Dancing na Escola de Ballet Toshie Kobayashi. Integrou o Núcleo de Dança de Luis Ferron, a Stacatto Cia de Dança de SP e a Borelli Cia de Dança, nas quais teve oportunidade de trabalhar com diversos profissionais como Ivonice Satie, Luis Ferron, Miriam Druwe, Jair Moraes, Anselmo Zolla e Sandro Borelli. Estudou com vários profissionais renomados, entre eles Miti Warangae, Valéria Matos, Mário Nascimento, Eduardo Bonnis, Lourenço - Homem, João Pirahy, Angela Nolf, Claudia Palma, Cilô Lacava, entre outros.
Ministrou aula em projetos municipais como: "Aprendendo com o Corpo", em São Caetano; "Mão na Roda", em Diadema e "Arte e Cultura" , em CAPES de Itaquera. Atualmente é arte-educadora, pesquisadora e diretora e coreógrafa da Rodopio Cia de Dança (grupo de pesquisa em dança contemporânea para crianças) e autora de cinco espetáculos infantis: "Lengalenga", "Contos que te conto", "Ou isto ou aquilo", "Alice" e "No mundo mágico de Oz".

dança

× Avatar

Fátima Silva

Formada pela Escola Municipal de Bailado de São Paulo, Escola de Ballet Toshie Kobayashi e pela Escola Municipal de Bailado de São Caetano do Sul. Participou como bailarina do Grupo de Dança da Escola de Ballet Toshie Kobayashi e do Corpo de Baile da Escola Municipal de Bailado de São Paulo. Tem pela Royal Academy of Dancing, a seguinte formação: Grade Four, Senior Grade, Elementary Executant, Character I, Classical I e Classical II. Realizou o curso Teórico de Introdução ao Método Vaganova, com a professora Liudmila Sinel’nikova e o curso de História da Dança (Ballets de Repertório), com Eliana Caminada. Foi professora da Escola de Ballet Miti Warangae, do Ballet Gislene Modesto em Sorocaba, do Ballet Evelyn, do Studio Giselle e da Escola de Ballet Toshie Kobayashi, onde também foi professora do curso da Royal Academy of Dancing. Foi coordenadora do projeto Aprendendo com o Corpo nas EMEIs e EMIs de São Caetano do Sul, e coordenadora e professora da Ágilis Ballet. Estudou com vários professores renomados, como: Aracy Evans, Gil Saboya, Aracy de Almeida, Eduardo Bonnis, Ilara Lopes, Ismael Guiser, Neide Rossi, Miti Warangae, Valéria Mattos, entre outros. Atualmente é professora da Fundação das Artes de São Caetano do Sul e coordenadora do Grupo de Dança da Fundação das Artes. Como coreógrafa e coordenadora já participou de importantes festivais como Tanzolymp (Alemanha), Festival Norte Dança (Portugal), Festival de Dança de Joinville, Passo de Arte, CBDD, Festidança (Fundação Cassiano Ricardo) e Festival Bravos.

dança

× Avatar

Márcia Aparecida Vicário

Formada em Ballet Clássico pela Escola Municipal de Bailado de São Caetano do Sul, estudou na Escola de Ballet Toshie Kobayashi, onde foi integrante do grupo de dança por quatro anos. Diplomada na Royal: Elementary, Classical I, II, III e Character I, II, III. Foi professora na Escola Municipal de Bailado de São Caetano do Sul e da Escola de Ballet Toshie Kobayashi. É professora na Fundação das Artes de São Caetano do Sul desde 1986, onde coordenou diversos grupos de dança. Hoje coordena o Grupo Infantil e Juvenil. Formada em Fisioterapia há 27 anos, é pós-graduada pela USP em Atividade Física e Envelhecimento, fez especialização em Pilates, Reeducação Postural e diversos outros cursos voltados à reeducação e correção da postura, foi professora na disciplina de anatomia de Universidades de São Paulo. Como coreógrafa e coordenadora já participou de importantes festivais como Tanzolymp Passo de Arte, Bravos e Alto Tietê.

dança

× Avatar

Morisa Garbelotto

Formada em Ballet Clássico na Escola de Ballet Toshie Kobayashi, onde foi integrante do grupo de dança principal de 1982 a 1991. Diplomada na Royal Academy of Dancing: Elementary, Classical I, II, III e Character I, II, III. Foi professora na Escola Municipal de Bailado de São Caetano, em 1984 e 1985; na Escola de Ballet Toshie Kobayashi de 1987 até o seu fechamento; ministrou os cursos da Royal Academy of Dancing no Ballet Toshie Kobayashi, Ballet Inês Amaral, entre outros. Integrou a Coordenação Técnica de Dança da Fundação das Artes por doze anos, onde dirigiu do I ao IV Festivais de Dança de São Caetano do Sul. Coordenou o projeto Aprendendo com o Corpo, aplicado nas EMEIS e EMIS de São Caetano do Sul, em 2000 e 2001. Coordenou e foi professora da Ágilis Ballet de 2007 a 2015. Desde 1988, leciona na Fundação das Artes de São Caetano do Sul, onde coordena o Grupo Livre de Dança. É Bacharel e Licenciada pela PUC-SP em Língua e Literatura Portuguesa, é professora na Universidade Municipal de São Caetano do Sul e responsável pelo Centro de Documentação e Memória da USCS.

dança